Eslovênia é o primeiro país europeu a anunciar o fim da pandemia

Desde 12 de março, quando a Eslovênia decretou a pandemia da Covid-19, o país de 2 milhões de habitantes somou cerca de 1.500 infectados e 103 mortes. Nas últimas duas semanas registrou sete casos novos apenas. “A Eslovênia controlou a epidemia e hoje tem a melhor situação clínica na Europa”, disse o primeiro-ministro Janez Janša ao justificar sua decisão, em discurso no Parlamento.

O anúncio dado ontem pelo governo inclui a abertura de suas fronteiras para os países da União Europeia. Aqueles que chegarem à Eslovênia vindo de outras nações, porém, deverão permanecer em quarentena por pelo menos sete dias.

A fim de evitar uma nova onda de infectados pelo novo coronavírus, algumas medidas continuam valendo como a proibição de reuniões públicas, o uso de máscaras e as regras de distanciamento social. 

A declaração, no entanto, encerra também no fim de maio, o apoio econômico oferecido pelo governo para ajudar a população e as empresas, que estava previsto até o fim de junho.  

Saiba Mais: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/05/15/eslovenia-e-primeiro-pais-da-europa-a-declarar-fim-da-epidemia-de-coronavirus.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *