Eslovênia – Exuberante em todos os sentidos

20.000 km2 de diversidade: dos Alpes ao mar, da planície da Panônia ao Carste

Eslovênia, o quarto menor membro da União Europeia em termos de área, possui uma diversidade extraordinária de paisagens em um território relativamente pequeno. O fácil acesso a essa diversidade é uma vantagem especial: pode-se começar o dia nas montanhas, com seus centros recreativos e de esportes, continuá-lo em uma fazenda com campo verde ou em um vale, ou ainda na costa do Adriático. E antes que chegue a noite, seja mimado em spas termais de primeira linha, que oferecem uma gama de serviços de saúde e bem-estar. Você pode saborear a Eslovênia em 24 regiões gastronômicas diferentes e 14 regiões vinícolas. Relaxamento, entretenimento e cultura são oferecidos em festivais internacionalmente famosos e outros eventos – 365 dias por ano. A Eslovênia é uma atraente mistura de sofisticação urbana e calor rústico em um ambiente verde de incrível diversidade.

Cerca de 1% da extensão territorial da Eslovênia é destinada a plantação de videiras, sendo o vinho excelente e culturalmente muito importante no país.

PAISAGENS: DIFERENTES EM TODAS AS DIREÇÕES

O norte da Eslovênia oferece paisagens de colinas e montanhas. No noroeste do país encontram-se os ALPES JULIANOS com seu pico mais alto, o TRIGLAV, medindo 2.864 metros, rodeado por 880 quilômetros quadrados de área protegida em um dos parques nacionais mais antigos da Europa. Nessa região também está a cidade e estância turística de BLED, com sua lendária ilha no meio do lago e seu castelo sobre um rochedo, suas águas termais e clima agradável. Bled tem atraído visitantes cosmopolitas há séculos. Ao norte de Bled estão as montanhas KARAVANKE, com sua flora (incluindo campos de narcisos selvagens) e sua tradição de trabalho em ferro. Na região central da Eslovênia estão os Alpes de KAMNIK-SAVINJA cobertos de floresta, com suas pastagens na montanha ainda ativas como, por exemplo, VELIKA PLANINA, onde se localiza um dos grupos de cabanas de pastores mais bem preservados da Europa. No nordeste do país, o montanhoso de POHORJE com suas terras úmidas flerta com o mundo alpino, cujas características únicas são protegidas pela Eslovênia de acordo com a Convenção Internacional Alpina.
Mais de 10.000 quilômetros de caminhadas demarcadas e trilhas de escalada levam a vistas de elevada altitude. Junto a elas você encontrará 170 abrigos de montanha e cerca de 40 hotéis atendendo adeptos da caminhada e montanhistas.

O Lago Bled é um lugar mágico, possui águas cristalinas e uma ilha com uma Igreja repleta de lendas que encantam os turistas.

O sul da Eslovênia inclui, no ponto mais ocidental do país, a costa do Adriático, com suas antigas salinas, pitorescas, a cidade tipicamente mediterrânea de PIRAN e a cosmopolita PORTOROZ. A riqueza de recursos naturais e culturais de interesse revela por que um quinto da costa da Eslovênia goza de status de proteção!
O sul da Eslovênia é cheio de curiosos fenômenos cársticos e colinas cobertas de vinhedos. A região do Carste é uma das peculiaridades mais famosas da Eslovênia – as características cársticas em todo o mundo, na verdade derivam seu nome da região de mesmo nome da Eslovênia. De particular interesse para os visitantes estão a CAVERNA DE POSTOJNA, a caverna cárstica mais visitada da Europa, e as CAVERNAS DE ŠKOCJAN, um Patrimônio Mundial da UNESCO. Outras atrações da região do Carste incluem LIPICA, o berço dos famosos cavalos Lipizzaner brancos, a vila medieval de ŠTANJEL com seu castelo e parque projetados pelo renomado arquiteto Max Fabiani, e muitas outras atrações culturais, tradicionais e gastronômicas de interesse.

O sudeste da Eslovênia, em particular, é caracterizado por fontes termais e colinas cobertas de vinhedos, continuando até o leste do país – a planície da Panônia.
As colinas e planícies férteis do leste da Eslovênia se estendem ao longo dos rios Drava e Mura. Além de água termal, água mineral e excelentes vinhos, essa parte da Eslovênia tem suas próprias e distintas tradições culturais e gastronômicas locais.

No entanto, não há necessidade de escolher entre as diferentes regiões da Eslovênia – você pode viajar de um lado ao outro do país em apenas algumas horas, uma vez que toda a Eslovênia se encaixa em uma área de pouco mais de 20.000 quilômetros quadrados e o comprimento da maior diagonal é de cerca de apenas 350 quilômetros.

EXPLORANDO: CIDADES E CULTURA, PAÍS E CULINÁRIA

A Eslovênia tem uma população de 2 milhões, com cerca de um terço da população vivendo em cidades com mais de 10.000 habitantes. Mesmo as maiores cidades da Eslovênia parecem pequenas em termos globais, mas isso não as impede de surpreender visitantes com sua arquitetura, sua rica história e, por último, mas não menos importante, sua ligação com o verde do interior. LIUBLIANA, a capital da Eslovênia, encontra-se em um rio que corre perto de um castelo sobre um morro, como a maioria das cidades históricas do país. É famosa pelas criações arquitetônicas de Jože Plečnik, que também foi responsável por notáveis edifícios em Praga e Viena.

Liubliana Vence o Prêmio Capital Verde Europeia 2016
Durante a última década, Liubliana vem trabalhando arduamente para atingir elevados padrões ambientais. Em junho de 2014, a Comissão Europeia anunciou que o Prêmio Capital Verde Europeia Oficial de 2016 havia sido atribuído à cidade.

Também vale a pena visitar as cidades de especial interesse cultural, tais como MARIBOR, que hospeda a videira mais antiga do mundo, PTUJ, com suas tradições de carnaval únicas, NOVO MESTO, localizada em uma curva do rio Krka, ŠKOFJA LOKA, com as tradições da obra dramática mais antiga da Eslovênia, IDRIJA, com a herança técnica de sua famosa mina de mercúrio, listada na lista de patrimônios da UNESCO.

Os mercados de cidades pela Eslovênia oferecem produtos locais que podem ser apreciados em todo o país. Hospitalidade tradicional é oferecida por mais de 300 estabelecimentos de turismo rural, que são um excelente ponto de partida para conhecer as diferentes regiões da Eslovênia, sem mencionar as suas 24 regiões gastronômicas. Pratos típicos locais são acompanhados de vinhos finos das três zonas vinícolas da Eslovênia, que são divididas em 14 regiões e atravessadas por 20 rotas do vinho. A tradição vinícola na Eslovênia remonta ao tempo dos romanos e adegas interessantes que valem a pena visitar são um testemunho de tradições medievais.

ATIVIDADES: LAZER NO CAMPO, REPOUSO EM SPA
A Eslovênia é um país para descansar na natureza – e oferece lazer no campo durante o ano todo. No inverno, há dezenas de centros de esportes de inverno providenciando todo o necessário para esquiadores alpinos e nórdicos, praticantes de esqui-alpinismo, snowboard, tobogã, caminhadas com raquetes sobre a neve e para outras atividades de lazer de inverno.
No verão, a Eslovênia é popular entre os amantes de esportes aquáticos em rios e lagos e no mar. A Eslovênia possui 10 campos de golfe distribuídos em uma variedade de paisagens diferentes. Há também parques para quem busca adrenalina, centros e trilhas de equitação e centros de parapente e balonismo.

Uma característica particular da Eslovênia e seu maior trunfo são suas águas termais, em torno das quais 14 spas de saúde credenciados têm se desenvolvido ao longo dos séculos e um número ainda maior de centros de bem-estar termais. Programas de saúde e beleza são baseados em mimos com recursos naturais diferentes e também incluem oportunidades para atividades de lazer. Instalações de bem-estar estão presentes em toda a Eslovênia – não são apenas os famosos spas do país (alguns com uma tradição que remonta há vários séculos) que oferecem momentos de bem-estar, eles também estão disponíveis em hotéis de alta categoria. Outro bom ponto de partida para aventuras na Eslovênia são campings bem organizados ligados a centros termais e encontrados em outros locais pela Eslovênia.
A Eslovênia está comprometida com o desenvolvimento de formas sustentáveis de turismo. O notável nível de conservação do meio ambiente natural é, de fato, uma das reconhecidas vantagens da Eslovênia na Europa. Impressionantes 60% do país são cobertos por florestas, enquanto 36% da Eslovênia estão incluídos na rede de conservação da biodiversidade Natura 2000. A Eslovênia tem cerca de 10.000 cavernas cársticas registradas e é um dos países mais ricos da Europa em termos de quantidade de água (fluvial) por habitante. Os melhores exemplos do desenvolvimento sustentável do turismo na Eslovênia são disponibilizados pelos destinos EDEN (Destinos Europeus de Excelência). Até à data estes são o Vale do Soča, Solčavsko, o Rio Kolpa, Idrija, Laško e Brda.

O Rio Kolpa é um dos mais bonitos da região, sendo ideal para passear de caiaque ou simplesmente para mergulhar e aproveitar a natureza.

ESLOVÊNIA: A BASE PERFEITA PARA EXPLORAR A EUROPA

A Eslovênia situa-se no coração da Europa. Faz fronteira com a Itália, Áustria, Hungria e Croácia. Toda a Europa fica muito próxima da Eslovênia. Viagens a Veneza são organizadas principalmente de cidades costeiras eslovenas. Ao longo da costa do Adriático, outras estâncias turísticas de verão à beira-mar são acessíveis: na Ístria e ao longo da costa croata. A Eslovênia possui boas ligações de transportes com Viena, na Áustria e Budapeste, na Hungria. Voos regulares para muitas cidades europeias estão disponíveis a partir do Aeroporto Jože Pučnik, em Liubliana.

A Eslovênia é membro da UE, de modo que a entrada a partir dos Estados-Membros da UE é rápida e fácil nos termos do Acordo de Schengen. Se chegar de carro, você mal vai notar que cruzou a fronteira da Áustria, Hungria ou Itália. Os visitantes que chegam por via aérea desembarcam em um aeroporto próximo à capital da Eslovênia, enquanto o acesso também é possível através de aeroportos nos países vizinhos. Você também pode chegar à Eslovênia usando serviços de trem diretos a partir de muitos países europeus. A Eslovênia faz parte da rede Eurail Global Pass, o que significa que você pode viajar com um único bilhete válido em mais de 20 países. Você pode visitar a Eslovênia a bordo de um navio de cruzeiro ou com o seu próprio barco, desembarcando em um dos píeres das fronteiras internacionais na costa eslovena.

A cidade Piran, é uma das mais antigas do país, apresenta ruelas estreitas, lembrando à vizinha Itália, além de uma linda praça no centro da cidade.

CLIMA DA ESLOVÊNIA: PRAZERES O ANO TODO

Localizada na junção de quatro grandes áreas geográficas (os Alpes, o Mediterrâneo, a planície da Panônia e os Dináricos com seus fenômenos cársticos), a Eslovênia goza de um clima agradável. Encontra-se em um cinturão moderadamente quente com uma quantidade suficiente de massas de ar úmidas carregadas sobretudo por ventos SW do Adriático.

O sudoeste da Eslovênia tem um clima sub-mediterrâneo, com invernos amenos e maior número de dias de sol. As temperaturas são ligeiramente mais baixas do que no verdadeiro clima mediterrânico – o que significa que os verões aqui são mais agradáveis. A temperatura média de julho em Portorož é de 22,5°C.

A maior parte da Eslovênia tem um clima continental moderado com invernos frios e verões quentes. A temperatura média de julho em Ljubljana é de 21°C.

As áreas de alta montanha têm um clima alpino – com baixas temperaturas e a maior quantidade de chuva e neve no inverno.

HISTÓRIA: UM PASSADO TURBULENTO

A Eslovênia é um país independente desde 1991. Antes disso, fazia parte da Iugoslávia.

O território da Eslovênia foi povoado desde tempos pré-históricos, algo demonstrado pelos inúmeros e valiosos achados arqueológicos. Durante o período romano, rotas importantes passavam por esse território. As cidades que cresceram ao longo delas mantiveram uma continuidade até o presente (Emona – Liubliana, Poetovia – Ptuj, Celeia – Celje). No século 6º, tribos de eslavos ocidentais chegaram ao território da atual Eslovênia. O século 7º viu a formação de Carantania, o mais antigo estado eslavo estável conhecido. A partir do século 11 em diante, houve uma redução da área de estabelecimento dos eslavos nesta parte do mundo, que ao redor do século 15 era aproximadamente equivalente ao atual território étnico esloveno. Centros religiosos e mosteiros medievais apareceram neste período. Ainda hoje o grande número de igrejas – geralmente em colinas – são uma característica notável da Eslovênia. Após a ascensão de famílias feudais importantes, a maioria do território da atual Eslovênia passou para os Habsburgo. No final do século 18 e início do 19, as guerras napoleônicas levaram à criação das províncias da Ilíria, após o qual os eslovenos mais uma vez se tornaram parte da Monarquia dos Habsburgo, onde permaneceram até o final da Primeira Guerra Mundial e a criação do Estado dos Sérvios, Croatas e Eslovenos. Após a Segunda Guerra Mundial, a Eslovênia era uma república do estado federal da Iugoslávia. Em 1991, proclamou a independência.

A Eslovênia é um membro da União Europeia desde 2004 e ocupou a presidência da UE no primeiro semestre de 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *