Espírito do pioneirismo esloveno no Brasil permanece

A persistência, a coragem e a competência do povo esloveno têm sido responsáveis pelo sucesso de muitos empreendimentos que tiveram início há décadas no Brasil. Desde 1824, quando vieram os primeiros imigrantes da Eslovênia, e especialmente a partir dos anos 50, quando vários eslovenos decidiram empreender no país, construiu-se não só um legado, mas um exemplo de empreendedorismo. O encontro online, para o lançamento do Slovenian Global Business Network (SGBN), relembrou a importância desse espírito para os negócios.

O Slovenian Global Business Network surgiu da ideia de Štefan Bogdan Barenboim Šalej para conectar empreendedores esloveno-brasileiros a se ajudarem mutuamente. Šalej, que tem mais de 60 anos de experiência promovendo negócios dentro da comunidade eslovena ao redor do mundo, fundou a SGBN com o Dr. Peter Kraljič – diretor emérito da McKinsey & Company e do embaixador Aljaž Gosnar. Esse primeiro encontro contou com a presença do embaixador da Eslovênia no Brasil Gorazd Renčelj; do presidente e a vice-presidente da Câmara de Comércio Eslovênia-Brasil (Slobraz), respectivamente, Matjaž Cokan e Tatjana Močenik; do cônsul honorário da Eslovênia em São Paulo Octávio Tavares de Oliva Filho; da cônsul honorária da Eslovênia no Rio de Janeiro Wanda Krajnc Alves; do cônsul honorário da Eslovênia em Pernambuco Rainier Michael; do vice-presidente da União dos Eslovenos do Brasil (UEB), Boris Alves Krajnc; e de empresários da comunidade eslovena no Brasil.

Šalej destacou a importância da reunião para que todos se conhecessem e a partir daí, aumentassem a comunicação e os esforços para promover negócios em conjunto, com o objetivo de torná-los mais fortes e ampliar os laços com o país de onde vieram seus ancestrais. Para ele, empreender no Brasil é “ser esloveno para valer”, ou seja, persistente, valente e trabalhador; “não há confusão que o assuste, o esloveno segue em frente, trabalhando e acreditando no país”, disse. 

O cônsul honorário, Octávio Oliva Filho, deu continuidade à colocação de Šalej. Ele, que também é empresário na Ecosafety, acrescentou que o Brasil não é para amadores, e quem consegue seguir adiante no país, consegue fazê-lo em qualquer lugar do mundo. Segundo ele, existem algumas iniciativas para mudanças, mas são muito lentas, e “o importante é manter esse espírito trazido pelos eslovenos pioneiros, entre os quais encontra-se Šalej, que com coragem, arrojo, determinação e competência deixaram um legado para todos nós”. Apesar das dificuldades, o cônsul mostrou-se otimista, pois mesmo diante de altos e baixos o Brasil sempre seguiu adiante. 

Da mesma forma, o embaixador Gorazd Renčelj ressaltou que o Brasil é uma das maiores economias mundiais e o mais importante parceiro comercial da Eslovênia na região, com um comércio bilateral de 500 milhões de dólares e que deve aumentar à medida que as duas economias crescerem e o acordo Mercosul e União Europeia for ratificado. O embaixador repetiu as palavras do primeiro-ministro da Eslovênia, de que esta, levando em conta todo o seu potencial, pode figurar entre as 15 economias mais competitivas do mundo. A justificativa é apresentada nos seguintes fatores: a Eslovênia opera sem tarifas na UE (um mercado de 500 milhões de pessoas); é forte na área de serviços e é o terceiro país mais industrializado da UE, sendo que a produção de bens mostrou-se estrategicamente vantajosa neste período; tem um PIB de 48 bilhões de euros; é exportadora de produtos de alto valor agregado, principalmente das indústrias farmacêutica, automotiva e de tecnologia da informação; é pioneira em muitas áreas tecnológicas, por exemplo, seu laboratório de Inteligência Artificial foi criado há 40 anos, e recentemente tornou-se um hub global pela Unesco; e por fim, há empresas eslovenas líderes mundiais em diversos setores. 

O embaixador destacou ainda algumas iniciativas de empresas eslovenas no Brasil com sucesso, como a Gorenje, empresa de eletrodomésticos; a Biolinker, startup que está na linha de frente do combate à Covid-19, e uma empresa que deve produzir armas de pequeno porte até o final do ano no Brasil. O que mostra o quão benéfica e frutífera a cooperação entre a Eslovênia e o Brasil pode ser. 

O presidente da Slobraz, Matjaž Cokan, lembrou a própria criação da Câmara de Comércio Eslovênia-Brasil, em 1991, que teve Šalej como um dos fundadores, com os irmãos Hlebanja, Janez e Frederico, Vladimir Ovca e Martin Črnugelj. “Estas famílias criaram uma base para o empreendedorismo no Brasil, deixando um legado, com empresas fortes fundadas por eles”, acrescentou.

Durante o evento, que teve duração de 90 minutos e aproximadamente 40 participantes, muitos empreendedores de diversas gerações de eslovenos no Brasil apresentaram-se mostrando a importância da cultura eslovena e do repasse dos ensinamentos das gerações anteriores para a continuidade de seus negócios, entre os quais: Mirko Hlebanja, da Drava Metais; Klaus Vidrik e seu pai Valdeir Vidrik, autores do livro A arte de fazer embutidos e defumados; Maximiliano Slivnik da Vinícola Casa na Árvore; Alexander Hlebanja da Nasha; o fotógrafo Simon Plestenjak; Antonio Svetlic da Sonitron; Gabriela Slavec da Gard Cervejaria; Alexander Hlebanja da Fungo de Quintal; o gerente de manutenção do Teatro Municipal Stefan Gomes; Boris Alves Krajnc da Mstrategy Sistems; Sandi Ravbar da Biolinker e a cônsul Wanda Krajnc Alves da Latitude Consultores Associados.

O fundador e anfitrião do evento Šalej terminou o evento convidando a todos a contar com a SGBN para ajudar a fomentar seus negócios e falando sobre o “orgulho de ser esloveno-brasileiro. Orgulho de todos os eslovenos – de seus avós, pais, de vocês e das novas gerações também –, que mantém esses valores de trabalho, honestidade, persistência e contribuição para que esse país cresça e seja mais justo sempre”.  

Nossos futuros eventos serão um B2B para o setor de turismo e alimentação; um encontro entre empresários eslovenos da Argentina e da Eslovênia e um encontro para a comunidade de TI da Eslovênia e do Brasil. 

Participe do grupo SGBN pelo LinkedIn

Para conhecer as empresas participantes, visite o site delas.

O vídeo do evento está disponível em nosso canal do YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *