Gastronomia eslovena é tradição na família e nos negócios

O chef Valdeir Vidrik, da Charcutaria Eslava, mantém a tradição de fabricação de embutidos e defumados de seus antepassados eslovenos aqui no Brasil. Igualmente, seus passos têm sido seguidos pelo seu filho Klaus Vidrik, que recentemente deu início a um novo empreendimento, evidenciando a gastronomia eslovena. A Casa Eslava, inaugurada há cerca de um mês, em Campinas, é uma sanduicheria especializada em lanches com ingredientes típicos da região dos Balcãs.

O novo negócio surgiu como uma forma de transformar o alimento: dos embutidos e defumados — produzidos pela Charcutaria Eslava — para o serviço de refeições. Usando o modelo
de restaurante virtual, conhecido como dark kitchen, a Casa Eslava trabalha só com o preparo dos pratos, sem atendimento local. Essa tendência,
que tem crescido bastante com a pandemia, atua exclusivamente com delivery (entrega) e take away (retirada no local).

Outro diferencial do negócio é a utilização de ingredientes artesanais: os embutidos e defumados, assim como os queijos, os pães e os molhos. A mostarda, por exemplo, é feita a partir dos grãos curtidos por um período de cinco dias, seguindo o padrão de sabor europeu. Da mesma forma, os picles preparados com ervas como o endro (dill), e o ajvar, — um relish tradicional feito com pimentões e berinjelas grelhados, alho, cebola caramelizada e condimentado com sal, pimenta vermelha, açúcar e vinagre — são feitos pela Casa Eslava.

Um dos sanduíches mais pedidos tem como principal ingrediente a famosa linguiça eslovena, do tipo kranjska klobasa, mas há ainda outros que fazem sucesso: o de pastrami, que é originário da Romênia, e o de bolo de carne chamado fleischkäse, ligado ao império austro-húngaro. Outro destaque são os cevapcici, bolinhos de origem camponesa bastante consumidos na Eslovênia e nos países eslavos. Preparados com carnes bovina e suína mais gordura bovina, eles são uma espécie de croquete grelhado. Para completar, muitos sanduíches são acompanhados por chucrute, conserva de repolho fermentado, e cebolete, feita de cebola roxa, mel e zimbro. Tudo conforme o padrão eslavo.

Basta uma conversa de alguns minutos com Klaus Vidrik para se ter uma aula sobre a procedência e o preparo de cada um dos componentes dos lanches. Professor de gastronomia em uma instituição que é referência no Brasil, ele também é especialista em padrões gastronômicos e daí vem a preocupação em manter as mesmas características da gastronomia local, realizada por meio de análise sensorial, embasamento de paladar, além de visitas para conhecer a culinária do país em questão.

Klaus tem também uma empresa de consultoria gastronômica, a Eurochef, que desenvolve projetos com cozinhas tecnológicas, as quais têm como principais vantagens a diminuição da manipulação dos alimentos por pessoas e a manutenção do padrão gastronômico. Com o pai, Valdeir Vidrik, Klaus publicou o livro A arte de fazer embutidos e
defumados
: a tradição de uma família eslovena, disponível para compra pela editora Canal 6.

Para Klaus, a gastronomia é um recurso para se manter as tradições e a cultura de um país, pois as pessoas gostam de se reunir em torno da mesa. E pelo jeito, vão continuar em sua família, pois seu filho mais velho, de 9 anos, já começa a mostrar interesse pela gastronomia, ajudando o avô a moer carne e a preparar as massas.

Os resultados da Casa Eslava têm sido animadores e Klaus e seus outros dois sócios têm planos de expansão em breve, alcançando outras regiões do Estado, além do Paraná. Dessa forma, mais pessoas terão a oportunidade de saborear as tradicionais comidas eslovenas, como ele diz: “A Casa Eslava vem com uma proposta de não só manter a tradição do povo eslavo com foco nos eslovenos, mas de divulgar e fomentar a Eslovênia dentro do Brasil”.

Casa EslavaRua Francisco Humberto Zuppi, 1296 – Campinas – Aberta de 4ª a domingo –
das 18 às 22h, somente para entregas e para viagem.  Para fazer pedidos: WhatsApp (19) 99985-6602
e ifood, ou acesse as páginas no Facebook ou no Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *